Seguidores

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O amanhecer

Tanto se fala no pôr do sol e poucos se lembram do amanhecer.
É dos momentos mais belos do dia, sobretudo no campo.Os primeiros raios de sol, penetrando através das árvores, lembram-me uma Aparição Celeste. Não é, mas substitui-se por um PRESENTE, que é um novo dia. As gotas de orvalho deslizam calmamente sobre as folhas para, de repente, tombarem no chão, que humedecem. Por vezes, ele agradece, pois é a única forma de lhe tirar a sede.Às vezes, como diz o Padre Nobre «uma gota de orvalho cai na madrugada, instala-se numa  pétala de rosa e, com os primeiros raios de sol, toma a aparência de um diamante».
A temperatura vai aumentando, o dia clareando e é um fulgor: outra oportunidade, outra oferta divina, outras surpresas.Somos confrontados com a beleza das flores (principalmente as que desabrocham) e com a profusão de cores.
Sei, que neste momento, até o TURISMO está já também a aproveitar a beleza que existe em cada amanhecer.
E devemos começar o dia felizes. Isso levar-nos-à a vivê-lo melhor.

3 comentários:

CD disse...

Belo ponto de vista! O amanhecer da nossa amizade iluminou a nossa vida para sempre.

Beatriz Bragança disse...

Minha amiga:
Obrigada pelo teu comentário e, principalmente, pelo seu conteúdo.
Um saudoso abraço e um bom fim de semana.Continuação de rápido restabelecimento.
Beatriz

Dorli disse...

Oi Beatriz,
Por três anos vi o alvorecer num trenzinho que levava os estudantes para outra cidade. Da janela do trem via-se toda a beleza da natureza acordando.
Beijos
Lua Singular